LEITURA E PALAVRA

A CRIANÇA COMO SUJEITO DE COMUNICAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • Monica Maria Martins de Souza, Co-autora orientadora Faculdades Integradas Campos Salles
  • Josiane Henrique de Luna, Autora Faculdades Integradas Campos Salles

Resumo

Nota-se que, atualmente, há uma certa dificuldade em se formar leitores competentes, capazes de compreender os mais diversificados gêneros textuais de maneira autônoma. Portanto, o ensino de leitura e compreensão deve ser minuciosamente planejado para que haja um crescimento significativo nos educandos. O presente artigo vem refletir a respeito da identificação de estratégias de leitura eficientes no processo de ensino-aprendizagem, capazes de auxiliar a criança no caminho da formação de um leitor ativo e consciente desde a Educação Infantil. Esse artigo levanta algumas questões referentes ao processo de ensino-aprendizagem nas escolas de Educação Infantil, apresentando caminhos para a formação de um leitor ativo e as estratégias de leitura como base para alcançar esse objetivo.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Monica Maria Martins de Souza: doutora em comunicação e semiótica, psicóloga e jornalista, mestre em Administração. Coordenadora do Núcleo de Pesquisa das Faculdades Integradas Campos Salles.

##submission.authorWithAffiliation##

Josiane Henrique de Luna, graduada em Pedagogia, pela UNINOVE, em 2007. Professora de Educação Infantil na Prefeitura Municipal de São Paulo.

Referências

FERREIRO, Emília. A escrita - antes das letras in: SINCLAIR, Hermine (Ed.) A produção de notações na criança: linguagem, número ritmos e melodias. São Paulo: Cortez Editora, 1990.
______. A representação da linguagem e o processo de alfabetização. Caderno de Pesquisa, São Paulo, n. 52, p. 07-17, fev./85.
______. Alfabetização em Processo. São Paulo: Cortez, 1996.
______. Com Todas as Letras. São Paulo: Cortez, 1999.
______. Cultura escrita e educação: conversas de Emilia Ferreiro com José Antonio Castorina, Daniel Goldin e Rosa MariaTorres. Porto Alegre: ARTMED, 2001.
______. Reflexões Sobre Alfabetização. São Paulo: Cortez, 2000.
FERREIRO, Emilia; Teberosk, Ana. A Psicogênese da Língua Escrita. Porto
Alegre: Artes Médicas, 1985.
FREIRE, Paulo; MACEDO, Ronaldo. Alfabetização: leituras do mundo, leituras da palavra. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990
KATO, Mary Aizawa. A concepção da escrita pela criança. Campinas, SP: Pontes, 1994. 55p.
KOCH, Ingedore G. V. Desvendando os segredos do texto. 4 ed. São Paulo: Cortez Editora, 2005.
KOCH, Ingedore G. V. A interação pela linguagem. 10 ed. São Paulo: Editora Contexto, 2007.
KLEIMAN, Ângela. Texto e leitor: aspectos cognitivos da leitura. Campinas, SP: Pontes, 1995. 156p.
KLEIN, L. R. Alfabetização: quem tem medo de ensinar. São Paulo: Cortez, 2002.
KRIEGL, Maria L. S. Leitura- um desafio sempre atual. Revista PEC, Curitiba, v.2, n.1, p.1-12, jul. 2001-jul. 2002.
RIBEIRO, Vera Masagão. (Org.). Letramento no Brasil: reflexões a partir do INAF (Indicador Nacional de Analfabetismo Funcional). São Paulo: Global, 2003.
São Paulo (SP). Secretaria Municipal de Educação. Coordenadoria Pedagógica. Currículo da Cidade: Ensino Fundamental: Português. São Paulo: SME / COPED, 2017 pp.64 a 77
TEBEROSKY, Ana; CARDOSO, Beatriz. Reflexões sobre o ensino da leitura e da escrita. Petrópolis, RJ: Vozes, 1999.
Publicado
2019-04-20
Como Citar
SOUZA, Monica Maria Martins de; LUNA, Josiane Henrique de. LEITURA E PALAVRA. Revista de Pós-graduação Multidisciplinar, [S.l.], v. 1, n. 6, p. 187-196, apr. 2019. ISSN 2594-4797. Disponível em: <https://www.fics.edu.br/index.php/rpgm/article/view/857>. Acesso em: 02 dec. 2021. doi: https://doi.org/10.22287/rpgm.v1i6.857.