AS CONTRIBUIÇÕES DA NEUROCIÊNCIA PARA O TRABALHO DO EDUCADOR

UM CONHECIMENTO QUE POTENCIALIZA A CAPACITAÇÃO DO EDUCADOR EM MEIO À DIVERSIDADE DE EDUCANDOS

  • Lilian Maria de Souza, Co-autora orientadora Faculdades Integradas Campos Salles
  • Marli Guimarães da Silva, Autora Prefeitura de São Paulo/ Faculdades Integradas Campos Salles.

Resumo

O presente artigo apresenta conceitos sobre as contribuições da Neurociências para a compreensão dos processos cognitivos em relação ao processo de aprendizado. Apresenta explicações sobre a funcionalidade dos neurônios e do sistema nervoso. O estudo foi focado nos educandos considerando-os como um dos principais grupos compostos pela diversidade social. A pesquisa direcionou parte do tema para estratégias de ensino possíveis de serem aplicadas nos espaços escolares para portadores de necessidades especiais relacionando a responsabilidade da escola e da família em relação ao sucesso da aprendizagem. De forma que foi possível confirmar que para que a aprendizagem ocorra de maneira significativa é necessário ter um ambiente favorável, repleto de estímulos que contribuam para a efetivação do mesmo, pois as vivências proporcionadas às crianças são fundamentais para aquisição social da leitura, escrita e o total desenvolvimento, haja vista que o ambiente escolar tem um papel importante nessa trama, pois, o mesmo auxilia no processo de constituição da aprendizagem da criança.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Lilian Maria de Souza é Mestre em Administração Empresas, pós-graduada em Gestão de Recursos Humanos, Licenciada em Formação Pedagógica pelo UNIFIEO, professora das Faculdades Integradas Campos Salles – FICS, leciona diversas disciplinas nos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Tecnólogos, onde também é orientadora de Projetos Integradores, Trabalhos de Conclusão de cursos e de Iniciação Científica.

##submission.authorWithAffiliation##

Marli Guimarães da Silva é professora de Educação Infantil e Ensino Fundamental I na rede Municipal de São Paulo, formada em Pedagogia pela Universidade Metropolitana de Santos.

Referências

AMTHOR, F. Neurociência para Leigos. Rio de Janeiro: Alta Books, 2017. 384p.
BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes para a educação especial na educação básica/Secretaria de Educação Especial- MEC;SEESP,2001

______. Lei n. 9.394. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF: MEC, 1996.

______Resolução CNE/CEB n.2,de 11 de setembro de 2001. Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica.

Distúrbios de aprendizagem: Síntese. Em: Tremblay RE, Boivin M, Peters RDeV, eds. Enciclopédia sobre o Desenvolvimento na Primeira Infância [on-line]. Disponível em http://www.enciclopedia-crianca.com/disturbios-de-aprendizagem/sintese. Atualizada: Fevereiro 2017. Acesso: 28/02/2019.

Diversa.org.br: A família na educação inclusiva.
Disponível: http://diversa.org.br/artigos/a-familia-na-educacao-inclusiva/. Acesso 01 junho 2018.

Fonseca, Vitor. Introdução às dificuldades de Aprendizagem – Ed. Artes Médica, 1995

Garcia, Jesus Nicácio: Manual de dificuldade de Aprendizagem, linguagem, leitura, escrita e matemática. Ed. Artes Médicas, 1998

GLAT, Rosan,MACHADO,Katia;BRAUN, Patricia. Inclusão Social. Disponível: Acesso: 1 junho 2018

GLAT, et al – Inclusão total: mais uma utopia? Petrópolis; Vozes, 2006

Neuro Saber: Como identificar um distúrbio de aprendizagem.
Disponível: https://neurosaber.com.br/como-identificar-um-disturbio-de-aprendizagem/. Acesso 01 junho 2018.

Nova Escola: Os desafios da educação inclusiva, 2013.
Disponível: https://novaescola.org.br/conteudo/554/os-desafios-da-educacao-inclusiva-foco-nas-redes-de-apoio. Acesso: 1 junho 2018

Pain, Sara: Diagnóstico e Tratamento dos Problemas de Aprendizagem. Ed. Artes Médicas, 1985

RELVAS, M. P., Fundamentos Biológicos da Educação. pp.49-50, Wak Editora, Rio de Janeiro, 2009.

SANTOS, P. Mônica. O papel do ensino superior na proposta de uma educação inclusiva. Disponível: http://www.lapeade.com.br/publicacoes/artigos/Paper%20UFF.pdf . Acesso: 1 junho 2018

VYGOTSKY, L.S. (1984). A formação Social da mente. Sao Paulo: Martins Cortez.
Publicado
2019-04-20
Como Citar
SOUZA, Lilian Maria de; SILVA, Marli Guimarães da. AS CONTRIBUIÇÕES DA NEUROCIÊNCIA PARA O TRABALHO DO EDUCADOR. Revista de Pós-graduação Multidisciplinar, [S.l.], v. 1, n. 6, p. 81-90, apr. 2019. ISSN 2594-4797. Disponível em: <https://www.fics.edu.br/index.php/rpgm/article/view/846>. Acesso em: 02 dec. 2021. doi: https://doi.org/10.22287/rpgm.v1i6.846.