A Dança e o Desenho como Práticas Educativas para a Construção do Conhecimento nas Aulas de Arte

  • Simone Cristina Garcia PMSP
  • José Eduardo Azevedo, Prof. Dr. FICS

Resumo

O presente artigo tem como objetivo refletir e propor novas práticas educativas no ensino da Arte. Serão apresentado as experiências e reflexões de um projeto de dança aplicado em escolas municipais de São Paulo, tendo as fundamentações os métodos de Rudolf Laban, Viola Spolin e do desenho cultivado de Rosa Iavelberg. Parte de uma metodologia de pesquisa bibliográfica, descritiva e analítica, sobre o próprio trabalho em sala de aula, será apresentado a Dança e o Desenho como áreas de conhecimento, discutindo as relações arte/mundo, arte/sujeito, educação/sujeito, sujeito/mundo e educação/mundo. A justificativa é que a Arte transforma des-anestesia e abre novos mundos, de ler e ver o nosso próprio desconstruí-lo para construir através das novas possibilidades no pensar e fazer, e pode mudar o “social”.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Mestranda em Artes Visuais pelo Instituto de Artes – UNESP. Pós graduada em Linguagens das Artes pelo Centro Universitário Maria Antonia – USP, graduada em Desenho Industrial pelo Mackenzie, licenciada em Artes Visuais pela faculdade Belas Artes, é professora na SME-SP desde 2010. Cursando a segunda Licenciatura em Pedagogia nas Faculdades Integradas Campos Salles.

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor em Ciências Sociais (Política), mestre em Ciências Políticas, bacharel em Administração e em Ciências Sociais, licenciado em Pedagogia com ênfase em Administração Escolar. Pesquisador nas áreas de relações sociais nas prisões e pensamento político da Polícia Militar. Professor nas Faculdades Integradas Campos Salles.

Referências

ALMEIDA, Lucila. Interaçoes - Crianças, Brincadeiras Brasileiras e Escola. São Paulo: Edgard Blucher, 2012.
BARBOSA, Ana Mae. Inquietações e Mudanças no Ensino da Arte. São Paulo: Cortez, 2012.
_________. Redesenhando O Desenho. São Paulo: Cortez, 2015.
DAIX, P. Picasso Criador. 2 ed. Trad. A.C Viana. Porto Alegre: L&PM Editores, 1987.
FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.
_________. A importância do ato de ler. 50 ed. São Paulo: Cortez, 2009.
IAVELBERG, Rosa. O desenho cultivado da criança: Práticas e formação de educadores. Porto Alegre: Zouk, 2006.
LABAN, Rudolf. Dança Educativa Moderna. São Paulo: Ícone, 1990.
MARQUES, Isabel. Linguagem da dança: Arte e ensino. São Paulo: Digitexto, 2010.
__________. Interaçoes - Criança, Dança e Escola. São Paulo: Edgard Blucher, 2012.
MARQUES, Isabel; BRASIL, Fábio. Arte em questões. São Paulo: Cortez, 2014.
RENGEL, Lenira. Os temas de movimento de Rudolf Laban: Métodos de aplicação e referências. São Paulo: Anablume, 2008.
PENA-VEJA Alfredo, WOLTON Dominique. Edgar Morin: Um Pensamento Livre para o Século 21. Rio de Janeiro: Garamond, 2014.
SPOLIN, Viola. Jogos Teatrais na sala de aula: Um manual para o professor. São Paulo: Perspectiva, 2012.
Publicado
2017-06-30
Como Citar
GARCIA, Simone Cristina; AZEVEDO, José Eduardo. A Dança e o Desenho como Práticas Educativas para a Construção do Conhecimento nas Aulas de Arte. Revista Acadêmica Integra/Ação, [S.l.], v. 1, n. 1, june 2017. ISSN 2594-4878. Disponível em: <https://www.fics.edu.br/index.php/integraacao/article/view/545>. Acesso em: 02 dec. 2021.