Inteligências multiplas

  • Aline Corrêa
  • Ligia Dumas
  • Margareth Gomes
  • Valdelaine Lopes

Resumo

A proposta desta investigação é observar os vários tipos de inteligência presentes na personalidade humana que são desejados pelos selecionadores de Recursos humanos – RH, nas organizações. Para Howard Gardner (1998) a inteligência é uma combinação de habilidades diversas, e algumas são mais desenvolvidas que outras. São nestas habilidades que o departamento de Recursos Humanos se apoia para contratar os candidatos e indicar os funcionários para as promoções no Plano de Carreira P&C por meio da Avaliação de Desempenho AD. Muitos tipos de inteligências são ignorados pelos entrevistadores nos processos seletivos, porém no desempenho do trabalho, elas se manifestam e destacam o desempenho dos funcionários na organização. Gardner (1998) que é psicólogo formado em Harvard, aponta oito tipos de inteligências como destaque dentre muitas outras: a Inteligência Linguística; a Lógica; a Motora; a Espacial; a Musical; a Interpessoal; a Intrapessoal e a Naturalista. O autor enfrenta uma diversidade de opositores à sua teoria das inteligências múltiplas, mas continua defendendo e divulgando a sua tese e vem angariando o respeitado de outros grupos de pensadores que confirmam o seu conceito. A teoria das Inteligências Múltiplas contrapõe-se à existência de apenas uma inteligência, fechada, definida, imutável e nata – nascida com. O autor em suas investigações detectou que há um grupo de inteligências que se inter-relacionam dinamicamente.  A partir da abordagem do autor, as empresas podem ser mais eficazes se otimizarem o desempenho das pessoas nas organizações por meio de treinamentos que estimulem inteligências específicas. As pessoas podem aperfeiçoar-se individualmente se desenvolverem tipos específicos de inteligências e tornarem-se mais aptas, em uma área ou em várias. Um professor educador pode conhecer cada aluno e perceber nele a capacidade que sobressai. A partir dessa percepção pode otimizar os resultados da aprendizagem trabalhando as inteligências predominantes promovendo o processo de interação. Assim pode desenvolver diversas capacidades neles contribuindo de forma positiva em sua vida pessoal e profissional.

Os objetivos desta investigação: se resumem em conhecer a dinâmica das inteligências humanas e compreender a sua influencia no comportamento organizacional. Compreender quais as inteligências responsáveis pelos pontos fortes dos candidatos no momento da seleção e torná-la eficaz nos resultados empresariais. Elaborar a partir desta compreensão, testes de inteligência para seleção e avaliação de pessoal. Detectar a partir desta compreensão profissionais adequados à cultura da organização, que sejam inovadores e eficientes. Descobrir a partir das inteligências uma forma justa de avaliar os candidatos através de de testes de inteligência que não resvalem apenas aspectos superficiais.

A justificativa desta pesquisa: Atender um pré requisito da disciplina de Técnicas de Recrutamento e seleção aplicada no 2° semestre do Curso Tecnólogo em Gestão de Recursos Rumanos.

Referências

1. GARDNER, Howard. Arte, mente e cerebro. Ed. Artmed; São Paulo: 1999.
2. ________________, Estruturas da mente. Ed. Artmed; São Paulo: 1994.
3. ________________,Inteligencia: multiplas perspectivas Ed. Artmed; São Paulo: 1998.
4. http://www.guiadacarreira.com.br/artig os/auto-conhecimento/7-tipos-de-inteligencia/
5. http://www.saiadolugar.com.br/empree ndedorismo/os-8-tipos-de-inteligencia/
Publicado
2012-12-23
Como Citar
CORRÊA, Aline et al. Inteligências multiplas. Anais do Seminário das Faculdades Integradas Campos Salles, [S.l.], v. 4, dec. 2012. Disponível em: <http://www.fics.edu.br/index.php/seminario/article/view/169>. Acesso em: 17 sep. 2021.