A Educação Inclusiva no Ensino Fundamental I e II como se dá a Educação Inclusiva na EMEF Prof. Aldo Ribeiro Luz

  • Claudio Marques da Silva FICS
  • Ermenilda Fernandes Pereira, Profa. PMSP

Resumo

Este artigo pretende desenvolver um estudo sobre como ocorre a Educação Inclusiva para os alunos do Ensino Fundamental I e II   em uma escola do município de São Paulo. Serão abordadas questões complexas como classes heterogêneas e numerosas, falta de estagiários para o acompanhamento dos alunos com Necessidades Educacionais Especiais e como a rotina de profissionais se altera quando – muitas vezes – contam com o aluno de Inclusão em sua aula e – ao mesmo tempo – devem cumprir suas atividades e garantir a aprendizagem de todos. Fazem parte deste trabalho um histórico sobre a Educação Inclusiva no Brasil, levantamento sobre as implantações de Políticas de Atendimentos a Crianças e Adolescentes com Necessidades Educacionais Especiais no Sistema Municipal de Ensino em São Paulo, bem como uma abordagem realizada com os profissionais no campo pedagógico. Pretende-se demonstrar que a Inclusão é uma realidade crescente a cada ano letivo  e que necessita de estudos específicos,  in loco, com levantamento de informações, análise das observações visando às  efetivas ações de mudança

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Economista e Mestre em Economia pela PUC-SP e professor das Faculdades Integradas Campos Salles.

##submission.authorWithAffiliation##

Licenciada em Letras, Especialista em Gramática da Língua Portuguesa, foi professora da Rede Particular e Ensino por 23 anos e leciona na Rede Municipal de Ensino desde 2007. Estudante de Pedagogia 2ª. Licenciatura ESEF Paulista.

Referências

CERVO, Amando Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino. Metodologia científica. São Paulo:
Pearson Prentice Hall, 2002.
DI PALMA, Márcia Silva. Organização do trabalho Pedagógico. Curitiba: IBPEX, 2008.
EMEF Prof. Aldo Ribeiro Luz. Projeto Político Pedagógico: Pedagogia de Projetos com abordagem interdisciplinar. 2014.
EMEF Prof. Aldo Ribeiro Luz. Plano de Trabalho da SAAI – Sala de Apoio e Acompanhamento à Inclusão. RIBEIRO, Silvia Favero. 2014.
EMEF Prof. Aldo Ribeiro Luz. Projeto Político Pedagógico: Aprendizagem: novas perspectivas. Disponível em http://www.portalsme.prefeitura.sp.gov.br/Escolas. Acesso em: 20.11.2014.
FACION, J.R(org.) Inclusão escolar e suas implicações. 2.ed. Curitiba: IBPEX, 2008.
MANTOAN, Maria Teresa Égler. Inclusão escolar: O que é? Por quê? Como fazer? São Paulo: Moderna, 2003.
MINETTO, Maria de FÁTIMA. Currículo na Educação Inclusiva: entendendo esse desafio: Curituba: IBPEX, 2008.
SÃO PAULO (Município). Conheça o histórico dos distritos de Pirituba/Jaraguá. Portal da Prefeitura da Cidade de São Paulo. Disponível emAcesso em 10.10.2016.
___________. (Município). Portaria n° 5.718 de 17 de dezembro de 2004. Diário Oficial da Cidade de São Paulo, Poder Executivo, São Paulo, SP, 18 de dezembro de 2004.
___________. (Município). Portaria n° 5.594 de 14 de setembro de 2010. Diário Oficial da Cidade de São Paulo, Poder Executivo, São Paulo, SP, 14 de setembro de 2010.
SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão. Construindo uma sociedade para todos. In: Buccio, Maria Isabel e Buccio, Pedro Agostinho. Educação Especial: uma História em Construção. Curitiba: IBPEX, 2008.
Publicado
2017-06-30
Como Citar
SILVA, Claudio Marques da; PEREIRA, Ermenilda Fernandes. A Educação Inclusiva no Ensino Fundamental I e II como se dá a Educação Inclusiva na EMEF Prof. Aldo Ribeiro Luz. Revista Acadêmica Integra/Ação, [S.l.], v. 1, n. 1, june 2017. ISSN 2594-4878. Disponível em: <http://www.fics.edu.br/index.php/integraacao/article/view/546>. Acesso em: 17 sep. 2021.