O ANÁLISE DA ADOÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IATF 16949:2016 NO SEGUNDO NÍVEL DA CADEIA DE FORNECIMENTO DA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA BRASILEIRA

  • Márcio Marchesin Martins FMU

Resumo

Com a publicação da nova revisão da norma IATF 16049:2016, o setor automotivo passa a exigir a implantação desta nova norma para no processo produtivo como forma de garantia do atendimento dos requisitos internacionais de qualidade para toda a sua cadeia de fornecimento.   A implantação de um sistema de gestão da qualidade apropriado ao setor automotivo por meio da certificação com base na norma IATF 16949, passa não ser apenas uma opção para as organizações para obtenção de uma possível vantagem competitiva, mas passa a partir de agora ser uma obrigatoriedade de qualificação de toda a cadeia de fornecimento do setor automotivo.    O presente artigo foi elaborado para evidenciar quais as vantagens e desvantagens da adoção do sistema de gestão da qualidade IATF 16949 no segundo nível da cadeia de fornecimento da indústria automobilística brasileira.

Publicado
2018-12-31
Como Citar
MARTINS, Márcio Marchesin. O ANÁLISE DA ADOÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IATF 16949:2016 NO SEGUNDO NÍVEL DA CADEIA DE FORNECIMENTO DA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA BRASILEIRA. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, v. 1, n. 22, p. 141-160, dec. 2018. ISSN 2316-3852. Disponível em: <http://www.fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/791>. Acesso em: 14 oct. 2019. doi: https://doi.org/10.22287/ag.v1i22.791.