A Contabilidade sob o enfoque sociológico: uma abordagem das teorias semióticas e da comunicação

  • Masayuki Nakagawa
  • José Maria Dias Filho

Resumo

O trabalho procura demonstrar que a informação contábil, apoiada em conceitos da semiótica e da teoria da comunicação, pode desempenhar papel de grande importância na construção e manutenção da ordem social. Parte-se do pressuposto de que a finalidade básica da Contabilidade não se resume ao fornecimento de informações destinadas a otimizar decisões de caráter econômico, mas que essa disciplina deve contribuir também para promover o diálogo entre a empresa e os diversos agentes que com ela se relacionam, estimulando, assim, o exercício da cidadania.

Destaca-se que, sob o enfoque sociológico, a Contabilidade é chamada a por ordem onde reina o caos, procurando desenvolver e consolidar uma cultura empresarial que privilegie a transparência e permita à sociedade conhecer e avaliar ações que ajudem a conciliar sucesso econômico com os ideais de justiça. Nestes termos, entende-se que não seria exagero afirmar que a ordem social depende, pelo menos em parte, da ordem contábil.

Finalmente, entende-se que as teorias semióticas e da comunicação podem contribuir para melhorar as funções da Contabilidade como instrumento de apoio à ordem social, uma vez que elas fornecem metodologias úteis para avaliar a eficácia do ato comunicativo e facilitam a apresentação de informações significativas para os diversos públicos que se envolvem com a empresa.

Como Citar
NAKAGAWA, Masayuki; DIAS FILHO, José Maria. A Contabilidade sob o enfoque sociológico: uma abordagem das teorias semióticas e da comunicação. Augusto Guzzo Revista Acadêmica, São Paulo, n. 5, p. 13-22, aug. 2012. ISSN 2316-3852. Disponível em: <http://www.fics.edu.br/index.php/augusto_guzzo/article/view/109>. Acesso em: 23 jan. 2017. doi: http://dx.doi.org/10.22287/ag.v0i5.109.